Dissertação Fábio Fernandes Bruno Filho

AUTOR: Fábio Fernandes Bruno Filho

TÍTULO: Potencial de inibição do Caryocar brasiliense em Staphylococcus sp. isolados da superfície ocular de cães com oftalmopatias

ORIENTADORA: Profa. Dra. Andréia Vitor Couto do Amaral e Coorientadora: Profa Dra. Mônica Rodrigues Ferreira Machado

DATA DE DEFESA: 26/05/2021

 

Resumo

O uso indiscriminado de antibióticos tópicos e sistêmicos facilitam a predominância de bactérias multirresistentes aos fármacos, notadamente as do gênero Staphylococcus sp. Frente a isto, a busca por novos princípios ativos com ação antimicrobiana tem se mostrado como uma alternativa promissora. O Caryocar brasiliense, popularmente conhecido por pequi, é uma planta nativa do cerrado brasileiro que possui em sua composição diversos metabolitos e compostos com reconhecida ação medicinal. Desta forma, é crescente as pesquisas em busca de bioativos provenientes desta planta. O objetivo deste trabalho foi isolar e identificar bactérias do gênero Staphylococcus sp. Da superfície ocular de cães com oftalmopatias e avaliar sua susceptibilidade ao extrato alcóolico da casca e extrato hexânico da polpa do pequi. Para tal, realizou-se levantamento bibliográfico sistematizado buscando-se validar seu uso medicinal. Coletou-se material biológico da superfície ocular de 21 cães apresentando oftalmopatias atendidos no serviço de oftalmologia do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Jataí. Dentre os isolados, identificou-se quatro espécimes de Staphylococcus pseudintermedius resistente a meticilina (MRSP) as quais foram submetidas a ação dos extratos a partir de diluições seriadas. Concentrações até 25% do extrato da polpa do pequi não exerceram efeitos inibitórios no crescimento bacteriano. Por outro lado, o extrato da casca foi efetivo contra os isolados MRPS, apresentando concentração inibitória mínima equivalente a 2,2%. O extrato alcóolico da casca do Caryocar brasiliense se mostra como um composto alternativo em potencial no controle de bactérias MRPS. Estudos à cerca de sua toxicidade devem ser realizados buscando-se determinar a aplicabilidade da substância na terapêutica de animais com oftalmopatias.

PALAVRAS-CHAVE: Fitoterapia, oftalmologia, pequi, MRSP

Related Files Size Archive Fingerprint
Dissertação Fábio Fernandes Bruno Filho 1692 Kb 4a2f7cd0dc54d8d28f11dff24b0d9a93