Dissertação de Kalini Ogliari

AUTOR: Kaline Ogliari

TÍTULO: Pain assessment in female cats undergoing ovariosalpingohysterectomy using three continuous infusion protocols

ORIENTADOR: Prof. Dr. Doughlas Regalin

DATA DE DEFESA: 30/07/2021

Resumo

Em virtude da crescente busca por protocolos analgésicos em felinos, o presente estudo teve como objetivo comparar três protocolos de infusão analgésica, contendo cetamina (GC), metadona (GM), e cetamina associada a metadona (GCM), associado a infusão de propofol, totalizando 21 gatas, com idade de 6 meses a 3 anos, peso de 2-4 kg, submetidas a cirurgia de ovariosalpingohisterectomia eletiva. Foram alocadas em três grupos GC (n=7), GM (n=7) e GCM (n=7). O GC recebeu uma dose bolus cetamina 1 mg/kg intravenosa, o GM uma dose bolus de metadona 0,5 mg/kg intramuscular e o GCM recebeu duas doses bolus de cetamina 1 mg/kg intravenosa e metadona 0,5 mg/kg intramuscular, seguido da infusão de cetamina na dose de 10 μg/kg/min (GC), metadona na dose de 4,4 μg/kg/min (GM), e cetamina/ metadona (GCM) nas doses de 10 μg/kg/min e 4,4 μg/kg/min. Foram monitorados os parâmetros vitais: FC, PAS, TºC, f, ETCO2, SpO2, além de grau de relaxamento e necessidade de resgate analgésico. A avaliação de dor pós-operatória, foi realizada por 12 horas, com o auxílio da escala de dor multidimensional para felinos. As análises estatísticas foram realizadas com o teste de normalidade Shapiro-Wilk, para os dados paramétricos ONE WAY ANOVA seguida pelo teste Student-Newman-Keuls para avaliação entre grupo, entre momentos foi realizado ONE WAY- RM ANOVA, seguido pelo teste Bonferroni. Para os dados não paramétricos, ONE WAY- RM ANOVA seguido pelo teste de Freedman entre momentos, e entre grupos ONE WAY ANOVA seguido pelo Kruskall Wallis, os dados foram considerados significativos em p<0,05. No período transoperatório, os grupos com metadona (GM e GCM) apresentaram bradicardia e excitação no período pós-operatório, em todos os grupos houve necessidade de resgate analgésico. No pós-operatório houve 1/7 resgate no GM, em 2/7 animais no GCM, e 5/7 animais do GC. Demonstrando satisfatória analgesia pós-operatória promovida pela infusão de metadona ou cetamina associada a metadona em gatas submetidas a ovariosalpingohisterectomia eletiva.

Palavras-chave: cetamina, cirurgia, escala de dor, felinos, metadona

Related Files Size Archive Fingerprint
Dissertação de Kaline Ogliari 582 Kb 378cb7f8b779b23aa1eee3b93655e2f2