LORRÂNNY PEREIRA DE ASSIS VALADARES

AUTOR: LORRÂNNY PEREIRA DE ASSIS VALADARES

TÍTULO: NANOPARTÍCULAS DE SÍLICA (SO2) COMO DRUG DELIVERY DE DOMPERIDONA EM Danio rerio

ORIENTADORA: MÔNICA RODRIGUES FERREIRA MACHADO

DATA: 18/02/2020

Resumo

A domperidona é um inibidor do receptor de dopamina D2 que estimula a liberação das gonadotrofinas hipofisárias. Geralmente ela é associada a GnRHa sintético para promoção da desova em peixes. Porém a via de administração utilizada, injeção intramuscular, pode ser bastante estressante para o reprodutor. Pouco se conhece sobre os efeitos isolados da domperidona, nem se, com outras vias de administração, este medicamento seria capaz de promover a desova. Inicialmente foi realizado o Zebrafish embryo toxicity (ZET) de acordo com os manuais da OECD. Para tanto foi avaliado a toxicidade de nanopartícula de sílica (SiNPs), domperidona (DOMP) e sua associação (DOMP+SINPs), em diferentes concentrações, durante 168 horas de exposição. Foi observada uma maior taxa de sobrevivência quando testado a associação DOMP+SiNPs quando comparados aos demais tratamentos e controle. Os tratamentos DOMP e SiNPs apresentaram o maior número de efeito teratogênico, nas maiores concentrações. Na avaliação da frequência cardíaca o tratamento DOMP 0,004 mg/mL, aumento da frequência, em comparação ao controle. Já o tratamento SiNPs 4,4 mg/mL diminuiu a frequência cardíaca dos embriões, em relação ao controle. O tratamento DOMP + SiNPs não apresentou diferença quanto aos efeitos teratogênicos e frequência cardíaca, em relação ao controle. Os resultados demonstram que a utilização das SiNPs diminuiu a toxidade da domperidona, além de possibilitar a administração por diluição. Posteriormente foi avaliado o efeito destes tratamentos no crescimento folicular em zebrafish pré-púbere, utilizando duas vias de administração, diluição em água e ração, durante 14 dias. Observou-se o aumento do índice gonadossomático em peixes alimentados com ração contendo SiNPs. Independente da via de administração, o tratamento com DOMP apresentou maior maturação folicular. Avaliando as vias de administração, o tratamento DOMP ração aumentou a maturação folicular. Nas fases iniciais da maturação folicular os tratamentos DOMP e DOMP+SINPs (água) aumentaram a área folicular. Os resultados demonstram que o houve um aumento na quantidade folículos vitelogênicos nos tratamentos DOMP e DOMP+SiNPs administrados via alimentação e por diluição, o que possibilitaria a incorporação destas junto a dieta ou adição aos tanques dos reprodutores para promoção da desova.

Related Files Size Archive Fingerprint
Dissertação de Lorranny Pereira de Assis Valadares 2152 Kb 129a8a302bc4ae2806363347c3089989