FLÁVIO BARBOSA DA SILVA

AUTOR: FLÁVIO BARBOSA DA SILVA

TÍTULO:  PESQUISA DE Salmonella spp E Escherichia coli EM CORTES DE FRANGO TEMPERADO COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE RIO VERDE, GOIÁS

ORIENTADOR: PROFa. DRa CECÍLIA NUNES MOREIRA, CO-ORIENTADOR: PROF. DR. IDERVAL DA SILVA JÚNIOR SOBRINHO

DATA DE DEFESA: 31/10/2018

 

RESUMO:

A alimentação tem sido motivo constante de preocupação mundial. Com a produção em larga escala a contaminação dos alimentos tem seu início na obtenção da matéria prima, pois durante a manipulação pode ocorrer uma série de fatores relacionados à falta de higiene dos equipamentos e até mesmo de quem os manipula. A contaminação pode se estender até as etapas de armazenamento, acondicionamento e distribuição, pois permitem a exposição direta ao ambiente A carne de frango pode veicular patógenos já que sua base proteica é naturalmente nutritiva para os microrganismos. Os agentes biológicos mais comumente citados nos casos de Doenças Veiculadas por Alimentos são bactérias, vírus, toxinas, parasitas e substâncias tóxicas. Sendo as bactérias os agentes com maior relação dos casos e dentre elas a Salmonella spp. e Escherichia coli. A importância da vigilância alimentar, bem como seu impacto na saúde pública, torna necessário, a identificação da real qualidade microbiológica da carne de frango em especial quando comercializado na forma temperada, visto a escassez de trabalhos abordando esse tipo de matriz analítica , uma vez que essa, pode ser veiculadora de importantes patógenos, devido à grande preferência por parte dos consumidores para esse tipo de proteína processada. Assim propomos com esse trabalho, avaliar a carne de frango temperado comercializada no município de Rio Verde, Goiás, utilizando como agentes indicadores a Escherichia coli e Salmonella spp., visando identificar de sorotipos de importância para a saúde pública através da aplicação de técnicas moleculares, bem como seus fatores de risco e possíveis resistências aos antibióticos.

  Pdf ícone

TEXTO COMPLETO