LARISSA DE ASSIS LIMA

AUTOR: LARISSA DE ASSIS LIMA

TÍTULO: MANEJO SANITÁRIO DE AVIÁRIO DE PEQUENO PORTE DE FRANGOS DE CORTE E SUA RELAÇÃO COM A PRESENÇA DE Salmonella spp.

ORIENTADOR: Profa. Dra. Marcia Dias, Co-orientadora Profa. Dra. Cecília Moreira Nunes

DATA DE DEFESA: 11/07/2018

 

RESUMO:

As Doenças Veiculadas por Alimentos (DVA) são uma problemática de saúde pública, sendo a Salmonella spp. um dos principais patógenos na avicultura. Objetivou-se avaliar o manejo sanitário de um aviário de pequeno porte em Jataí-GO e sua relação com a presença de Salmonella spp. O estabelecimento era caracterizado como agricultura familiar com produção em pequena escala e gestão feminina. Em dois lotes foram coletas amostras para análises microbiológicas do ambiente na entrada (D0), no 28º (D28) e no 60º (D60) dia; das carcaças, da bancada de evisceração e da depenadeira. Também foram aferidos o pH e o cloro da água; aferido as temperaturas do ambiente e das carcaças e realizado formulário de acompanhamento das boas práticas de produção. A análise dos dados foi descritiva considerando a legislação vigente. Verificou-se ausência de Salmonella spp. em todas as amostras (fundos das caixas de transporte dos pintinhos; resíduos das cascas de ovos das caixas; rações das fases inicial e engorda; pró-pés da cama do galpão de recepção dos pintinhos, comedouros e bebedouros, paredes e telas, área externa ao galpão e composteira; e carcaças) e valores adequados de pH, cloro e temperatura. Desta forma, a implementação e o rigor no monitoramento dos padrões presentes nos programas de Boas Práticas de Fabricação (BPF) e Procedimentos Padrão de Higiene Operacional (PPHO) no processo de criação e processamento da carne de frango, além de controlar a propagação desse patógeno nos plantéis e nas carcaças, asseguraram um produto final de qualidade ao consumidor.

  Pdf ícone

TEXTO COMPLETO